As diferenças entre MDP e MDF

Já se perguntou qual a diferença entre o MDP e o MDF, e qual é melhor para um móvel , e ou entre outras dúvidas. Pois então vamos esclarecer tudo sobre esses dois tipos de madeiras. Já se deparou com essas duas siglas, quase iguais, mas não faz a minima diferença entre as duas. Quando você vai realizar uma compra de móvel, isso é muito importante.

Essas ultimas semanas, me deparei com várias pessoas relatando que o MDF é melhor. E que o MDP é muito ruim e não presta. E a maioria das vezes, é sobre alguém ter falado sobre. Como trabalho na área de móveis planejados, vejo isso quase sempre. Paro e penso, como o brasileiro tem um preconceito enorme e uma ignorância ainda maior, sobre o MDP.

O que é MDP:  O MDP (Medium Density Fiberboard – Chapa de fibra de média densidade)  é feito de partículas de madeira aglutinadas em duas camadas finas enquanto o MDF (Medium Density Particleboard – Painel de Partículas de Média Densidade) é feito a partir de placas de fibra de madeira coladas uma na outra. Além disso, ambas tem uma limitação de uso especifica.

O que é MDF:  (Medium Density Particleboard – Painel de Partículas de Média Densidade) é feito a partir de placas de fibra de madeira coladas uma na outra. Além disso, ambas tem uma limitação de uso especifica. MDF é maleável e permiti a formação de curvas e formas mais complexas, o MDP tem mais limitações quanto a isso, sendo utilizado na maioria das vezes para prateleiras, portas e armários em linha reta. Na fabricação, ambos são prensados na temperatura média de 200°C, fazendo com que todos os insetos sejam completamente exterminados, inclusive os cupins.

Encontrei uma matéria perfeita no site Foxter, explicando de uma forma mais fácil de entender cada um:

” Os painéis de MDF são extremamente resistentes com a superfície menos porosa, permitindo um bom acabamento para pinturas. Ideais para mobiliário, molduras e revestimentos. Porem, o MDF tende a ser mais caro que o MDP. O MDF é equivalente a madeira nas possibilidades de se trabalhar com a matéria-prima. Por não possuir orientação das fibras, suas superfícies são perfeitamente homogêneas, o que permite fazer cortes em qualquer sentido.

móveis-planejados-para-quarto-com-escritório-1.jpg

Já o MDP é amplamente utilizado na fabricação de mobiliário, tanto para casas como para comércios. São muito utilizados em portas, gavetas e prateleiras. Não são tão densas quanto as placas de MDF possuem uma resistência a arranchamento de parafusos e inchamento. Portando, o MDP é vantajoso para montagem/desmontagem.

bar-casa-movel-planejado-2.png

Outra diferença entre os matérias é na hora da pintura: O MDP tem uma alta absorção de tintas no acabamento final, coisa que o MDF não tem, fazendo que o MDP se torne uma melhor escolha dependendo do acabamento. Contudo, o MDF é mais vantajoso quando falamos de laca por serem mais homogêneas e sem irregularidades na superfície. Essa característica influencia no custo-benefício das placas. Para uso na parte externa da casa, madeiras com menos poros tem menos absorção e assim, o custo com tintas é menos. Já para o uso interno, o MDP é mais rendável por permitir uma ótima colagem e de custo bem menor.

móveis-planejados-home-theater-della-móveis-planejados-campinas-confort-08.jpg

Ambos os materiais são resistentes a umidade mas não são a prova d’agua. Contudo, podem ser utilizados em cozinhas e banheiros, desde que, estejam com o revestimento adequado em toda sua superfície e bordas.

Os dois matérias tem suas peculiaridades e são excelentes, desde que sejam utilizados de forma correta. Para a parte externa, aonde o design do móvel tende a ter curvas e formas arredondadas, o MDF é ideal. Mas, para o uso interno, o MDP fica na melhor opção, já que o mesmo pode ser montado e desmontado sem prejudicar o móvel e ainda possui uma colagem melhor e mais rentável.

Sendo assim, o jeito é acertar a combinação dos dois materiais. Assim, pode baratear o móvel sem abrir mão da qualidade e nem da estética.”

Fonte: http://www.foxterciaimobiliaria.com.br/noticias/2015/04/mdf-ou-mdp-qual-o-melhor-material-para-moveis/

Vamos a algumas perguntas frequentes.

capture-20160613-095735

capture-20160613-095921capture-20160613-095908capture-20160613-095836capture-20160613-095815

capture-20160613-100002

Fonte :http://www.berneck.com.br/

O porque dos brasileiros terem tanto preconceito com o MDP, por muita gente achar que aglomerado e MDP é a mesma coisa, mas não é. A principal diferença entre MDP e o MDF é que no painel de MDP são utilizadas partículas de madeira em camadas, ficando as mais finas na superfície e as mais delgadas no miolo. No MDF, por sua vez, aglutinam-se fibras de madeira. Porém, ambos são classificados como Painéis de Madeira de Média Densidade.
Já o aglomerado é uma chapa de madeira, com miolo composto de resíduos de madeira como pó e serragem, resina e cola, que após passar por processo de prensa se transforma em painel de madeira. As chapas não possuem acabamento, portanto, podem receber qualquer tipo de revestimento. Utilizado na fabricação de móveis de baixa qualidade montados com cavilhas e cola, não é recomendado o uso de pregos e parafusos, devido ao risco de ocorrerem rachaduras.

Espero que tenha esclarecido suas dúvidas. Deixe seu comentário, e sua sugestão. Abraço!

base-para-assinatura-personalizada-_quero-dicas



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *